Unidade Sanitária – ATHIS

Projeto vencedor do Concurso Nacional de Arquitetura para Unidade Sanitária voltada à Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social em domicílios urbanos do Rio Grande do Sul.


“…fui buscar água. As latas em fila. (…) Minha lata encheu, eu vim embora. (…) Eu não consegui armazenar para viver, resolvi armazenar paciência.” (carolina de jesus)

“é fundamental ultrapassar a reconstrução solitária do indivíduo e transformá-la em ação social solidária. a individualidade somente se realiza no grupo”  (milton santos)

“ensinar não é transferir conhecimento, mas criar possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção.” (paulo freire)


COLETIVIDADE SOLIDÁRIA

não se trata apenas de oferecer uma unidade sanitária. propõe-se construir, com a participação da comunidade, dos arquitetos e técnicos da athis, um sistema de coletividade solidária.

VERNACULAR + INDUSTRIAL

um sistema que combina os valores e o conhecimento acumulado da cultura vernacular, com a técnica e a modulação da produção industrial.

CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO

a ideia é que o módulo não apenas sirva como infraestrutura sanitária, mas que seja uma oportunidade de construção coletiva do conhecimento.

COMUNIDADE + ATHIS

três ou quatro pessoas da comunidade, com o auxílio da ATHIS, equipados com ferramentas básicas, podem montar uma unidade sanitária em até duas semanas.

FÁCIL MONTAGEM

os módulos serão construídos a partir de peças leves e de pequena dimensão, que facilitam o transporte e a montagem.

MELHORIAS COMUNITÁRIAS

o conhecimento adquirido com a montagem das unidades sanitárias poderá ser aplicado na melhoria e expansão das unidades de moradia e na construção de equipamentos comunitários.

SUSTENTABILIDADE

a construção seca, sem resíduos, com material e mão-de-obra local, contribui para a sustentabilidade (ambiental, social, cultural e econômica) do projeto.

MADEIRA DE REFLORESTAMENTO

O rio grande do sul tem uma história de mais de um século relacionada às florestas plantadas. São cerca de 120 mil hectares plantados com certificação CERFLOR – Programa Brasileiro de Certificação Florestal.

MATÉRIA, TÉCNICA E CULTURA

a madeira, enquanto matéria, técnica e cultura construtiva, será o principal elemento de composição do sistema. será utilizada madeira de reflorestamento, com espécies típicas das áreas de reflorestamento do rio grande do sul:pinus, eucalipto e acácia.

ACESSIBILIDADE

O módulo permite adaptações para atender as demandas de acessibilidade tanto para o sanitário quanto para a área do tanque e máquina de lavar, com pequenos ajustes dimensionais, instalação de rampas externas, barras e retirada de divisórias e portas internas.

SISTEMA DE TRATAMENTO

Será utilizado o sistema compacto modular sustentável de tratamento de resíduos, de baixo custo, com separação de águas cinzas e escuras, caixa misturadora e saída para leito de evapotranspiração e infiltração (LETI), associado a plantio de horta e espécies frutíferas.

REUSO DE ÁGUAS PLUVIAIS

O módulo inclui sistema de calhas, tubulação, filtro e reservatório, para o reuso de águas pluviais. Pode ser conectado à cobertura da residência e complementado com sistema de bombeamento e reservatórios complementares.

POSSIBILIDADE DE AQUECIMENTO SOLAR

A inclinação da cobertura também facilita a eventual instalação de painéis de aquecimento solar de baixo custo.

FLEXIBILIDADE + ADAPTABILIDADE

Um sistema modulado e adaptável às diversas situações e contextos (territoriais, climáticos, sociais e familiares)


Projeto vencedor em concurso.

Unidade Sanitária – Assistência Técnica de Habitação Social

Rio Grande do Sul

2020

Arquitetura, Estrutura e Instalações:

GSR arquitetos

Autores:
Fabiano José Arcadio Sobreira
Paulo Victor Borges Ribeiro

Colaboradores:
Luana Alves Faria
Paulo Henrique de Oliveira